5 de novembro de 2009

jogo louco


odeio a forma como jogas esse teu jogo, odeio a forma como o tornas viciante, impossível de negar, impossível de contrariar. a cada jogada tua eu sinto que estou mais longe, a cada jogada tua o jogo torna-se tão viciante que eu não o quero deixar, quero conhecer o final que tu tanto teimas em dificultar. tento jogar com nexo, aceitar as regras mas tu teimas vezes e vezes sem conta em contrariar-me, jogas a teu belo prazer, e o nexo que eu tanto tentará conseguir manter desaparece com as tuas jogadas surrealistas que eu tanto odeio, odeio por me prenderem cada vez mais a ti. às vezes não sei se estás apenas a jogar este jogo louco ou se estás a jogar comigo, a confundir-me,a enganar-me. inventas as tuas próprias regras: loucas como sempre. é um jogo que eu não sei se serei capaz de jogar, mas não sou capaz de dizer: game over.

3 comentários:

  1. nao te deixes levar por jogos que talvez te encaminharão para o pior lado.
    um beijinho bia linda *

    ResponderExcluir